Gira

Passado o momento, ainda seguro com todas as forças sem largar. Os dentes travados, os olhos vidrados e o mundo rodando dentro de mim. Não há portas, nem há janelas. Terei de nascer sozinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Diarios de M.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s